Postagem_5_imagem_1

UMA JOGADA CERTEIRA

Conheça a história da Gabriela e como ela se apaixonou pela nutrição

Olá, pessoal, tudo bem? Aqui quem escreve é a Gabriela Bianchini, estagiária de nutrição da Doce Vida assessoria em nutrição. Tenho 21 anos, estou na terceira fase do curso de nutrição pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e simplesmente sou apaixonada por essa profissão. Porém, para chegar até aqui, não segui o caminho mais convencional ou mais fácil… apesar dos obstáculos e das incertezas, vou contar para vocês como foi a minha jornada e te mostrar o que me deixou encantada pelo “mundo” da nutrição.

No terceiro ano do Ensino Médio prestei vestibular para Arquitetura e Urbanismo e cursei 5 fases do curso na UFSC. Na época, tinha certeza da minha escolha, pois desde pequena gostava de desenhar e planejar minhas futuras casas (hahaha). Ao mesmo tempo, começava o meu interesse pela nutrição…

Sempre fui a mais cheinha da turma, vivia fazendo dieta e não praticava muitos esportes….. o famoso efeito sanfona me perseguia: às vezes estava gordinha, às vezes emagrecia. Até que um dia resolvi levar a sério o papo de dieta e, com isso, mudei totalmente meu estilo de vida. Posso afirmar que atualmente não faço mais dieta e sim tenho uma alimentação saudável e equilibrada, sem neuras. Você já parou para pensar como a palavra “dieta” nos afeta? Dieta lembra restrição, exclusão… Coisas que aprendi não existirem quando você segue um estilo de vida saudável.

Mas o que me fez realmente mudar? Fiquei 8 meses de férias e nesse período engordei 5 quilos. Procurei novamente uma nutricionista, mas desta vez o diferencial foi procurar uma voltada a área esportiva. Adivinha só quem era? Ela mesmo, Daniela Muniz do #timedocevia: umas das responsáveis por desencadear essa paixão pela área da nutrição. Consegui ver a importância que a alimentação exerce não só para você conseguir se sentir bem com seu corpo, mas sim como seu rendimento na academia e corrida (esportes que pratico até hoje) e na rotina de estudos melhoram. Além disso, a mudança no meu estilo de vida refletiu no meu organismo. O funcionamento do meu intestino melhorou, minha ansiedade e estresse diminuíram e, pasmem, não tenho crise de rinite há mais de 4 anos. E tem gente que ainda duvida do poder que os alimentos exercem sobre nós…

Meu primeiro dia de trabalho na Doce Vida.

Assim, a cada dia me apaixonava mais pelo assunto. Corria atrás de matérias sobre saúde e nutrição, táticas para melhorar o rendimento esportivo e de receitas fits, funcionais, integrais, sem glúten e sem lactose. Com a mudança, comecei a comer alimentos que antes não conseguia nem ver na frente e que hoje não podem faltar nas minhas refeições principais. Conheci novos legumes, verduras e frutas, novos temperos, novos sabores e, uma das coisas mais importantes, consegui mostrar às pessoas que comer saudável não é sinônimo de comer pouco e de coisas sem graça. Desenvolvi um amor pela cozinha e pela combinação de alimentos e, sempre que posso, gosto de preparar receitas para familiares e amigos.

#timedocevida nos bastidores do workshop culinário realizado no Turvo/SC em 2016

Cada dia me interessava menos por esquadros, lapiseiras e maquetes e mais por dieta low carb, jejum intermitente, intolerância a lactose e glúten. Hoje, vejo o quão sortuda sou por correr atrás do meu sonho e ver que encontrei o meu lugar. Tenho absoluta certeza que estou no caminho certo e que levar nutrição, saúde e amor para as pessoas é uma das minhas missões.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*