1

8 dicas de alimentação que podem influenciar no seu rendimento e na sua produtividade

A má alimentação está diretamente relacionada com o aumento da incidência de doenças crônicas não transmissíveis, como a obesidade, hipertensão, doenças do coração, diabetes e câncer. E quando falamos de má alimentação, de um modo geral, nos referimos aquelas dietas com alto valor calórico, com excesso de açúcar e gorduras, além de pobres em micronutrientes (vitaminas e minerais).                                                                                                                                                            Quando projetamos esse cenário para o ambiente de trabalho, além do colaborador estar mais propício a desenvolver essas doenças, na maioria das vezes, apresenta outros sintomas decorrentes desta alimentação desequilibrada: dificuldade de concentração, esquecimento, cansaço, sonolência, entre outros.                                                                                                                                                        Segundo resultado de uma pesquisa realizada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), os colaboradores que têm uma alimentação saudável podem ter um aumento em até 20% de produtividade.                                                                                                                                                    Sabemos que muitas vezes a mudança de hábito é algo demorado e exige persistência e determinação, mas é importante darmos os primeiros passos. Que tal começar seguindo essas dicas que preparamos para você?

docevida1

● Prefira preparar suas refeições em casa, assim você sabe quais os ingredientes que foram utilizados. Caso isso seja algo inimaginável na sua rotina de trabalho, procure comprar alimentos de empresas ou restaurantes que prezam pela qualidade e transparência ‐ nestes casos, questione o fabricante sobre os ingredientes utilizados.

● Evite ficar muitas horas sem comer, faça pelo menos um lanche entre as principais refeições. Assim, você mantém os níveis de glicemia mais estáveis e evita períodos de cansaço e sonolência. Mas, atenção: dependendo do alimento que você escolher consumir nestes lanches, você pode apresentar esses mesmos sintoma. Então, busque sempre opções mais saudáveis.

● Consuma diariamente frutas, verduras e legumes. As vitaminas e minerais encontrados nestes alimentos são indispensáveis para garantir o bom funcionamento do seu corpo.

● Evite produtos industrializados, a grande maioria possui excesso de sal e açúcar nos ingredientes, grandes vilões da hipertensão e diabetes respectivamente.

● Evite produtos industrializados que contém gordura trans, conservantes artificiais, aromatizantes, corantes e/ou qualquer outro ingrediente que você não identifique como um alimento (por isso, é importantíssimo ler a lista de ingredientes. É nesta lista que você encontra essas informações).

● Troque os carboidratos refinados por integrais, pois estes têm uma quantidade superior de fibras que, além de aumentarem a saciedade, auxiliam no funcionamento do intestino.

● Diminua o consumo de sal. Que tal conhecer temperos naturais (frescos ou secos) que possuem variadas propriedades nutricionais? Experimente alguns destes: canela, hortelã, páprica, manjericão, cúrcuma, gengibre, tomilho, alecrim, sálvia.

● E principalmente, varie sua alimentação, para que seu organismo disponha de diferentes nutrientes e que você não caia na monotonia e desista de uma rotina alimentar saudável.

Além de melhorar seu rendimento do trabalho, ter hábitos saudáveis lhe trará benefícios em todos os aspectos de sua vida: social, familiar, profissional. etc. Então, dê os primeiros passos para uma vida mais saudável!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*