Tireoide

Como anda a sua tireóide?

Cada vez é mais frequente as pessoas que chegam ao consultório apresentarem problemas na tireóide, afetando diretamente a sua qualidade de vida e sua saúde. Fato é que não sei dizer ao certo porque tem aumentando tanto essas disfunções na tireóide, mas desconfio, eu comigo mesma, que seja algo relacionado com o processo de “industrialização da vida”, associado às mutações causadas por medicamentos ao longo dos anos, bem como hábitos de vida nada saudáveis… mas isso é o que eu acho.

No entanto, vamos lá: O que é a tireóide e por que ela é tão importante?

A tireóide é uma glândula em formato de borboleta que fica localizada na parte anterior do pescoço, logo abaixo do famoso “gogó”.
Ela atua na função de órgãos importantes como coração, cérebro, fígado e rins, e interfere no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, no peso, na memória, na concentração, no humor e no controle emocional. É fundamental estar em perfeito estado de funcionamento para garantir o equilíbrio e a harmonia do organismo.

Comparada a outros órgãos do corpo humano é relativamente pequena. Ela é responsável pela produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), que atuam em todos os sistemas do nosso organismo.

O grande lance é que esses dois hormônios são responsáveis pelo metabolismo, ou seja, o modo como o organismo armazena ou gasta energia, sendo que as alterações se manifestam de 3 maneiras principalmente:
1) Hipertireoidismo: produção em excesso de hormônio
2) Hipotireoidismo: quando o seu funcionamento é comprometido pela pouca produção de hormônio, causando aumento de peso, ciclo menstrual irregular, retenção de líquidos , esquecimento, depressão, entre outros sintomas.
3) Tireoidite de Hashimoto: seria a “versão autoimune” da disfunção da tireoide, ou seja, o próprio corpo combate a glândula como se ela fosse um corpo estranho que precisasse ser destruído.

Hipotireoidismo-hipertireoidismo

De um modo geral, cuidar da saúde da tireóide não deve ser algo tão difícil quando nos referimos a alimentação, mas muitas pessoas ainda têm dificuldade em dar mais atenção a qualidade dos alimentos ingeridos.

Listei alguns nutrientes que vão ajudar na regulação da glândula:

  •     – Ômega 3: encontrado na chia, linhaça e peixes ricos em gordura como salmão, sardinha e atum.
  •     – Selênio: encontrado nas castanhas especialmente do Brasil e amêndoas, assim como nos cogumelos
  •     – Iodo: encontrado nos peixes, frutos do mar e ovos
  •     – Zinco: encontrado nas ostras, frutos dos mar, carne, semente de abóbora, amêndoa, amendoim e feijão

ScreenHunter_621 Jul. 05 09.33

Se você apresenta alguma disfunção na tireóide deve prestar muita atenção a alguns detalhes como:

Tirar a sucralose, adoçantes artificiais e derivados da soja de sua vida, pois podem afetar negativamente o bom funcionamento da glândula
– Evitar o consumo de DIÁRIO de couve, brócolis, couve-flor, repolho, pois podem dificultar o funcionamento da glândula (fale com o seu nutri para ele adequar ao seu caso, especialmente atenção ao consumo do suco verde sem orientação – procure variar os ingredientes)
– Mantenha uma atividade física regular que ajuda a evitar picos de estresse
– Exclua, o máximo possível, o açúcar e seus derivados, assim como o álcool… deixe para momentos MUITO especiais
Cuide do seu intestino… faça um consumo adequado de fibras e especialmente de água. Uma disbiose intestinal pode piorar os sintomas das tireoidites

Às vezes você está com alguns sintomas e não consegue explicar o porquê de seu metabolismo não estar te ajudando. Procure ajuda, você pode estar com alguma disfunção de tireóide!

assi-dani3

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*